Encontre nossa
unidade mais próxima!

Central de atendimento

0800 606 1334

Solicite seu orçamento

Controle AGC



Publicada em: 04/11/2015

Aedes Aegypti: suas novas doenças e a velha e boa prevenção

Basta nos descuidarmos, deixando um vaso de flor com pequena quantidade de água no recipiente, água acumulada em potinhos no quintal ou em pneus, até em plantas como as bromélias e tampinhas de garrafa, para termos um criadouro do mosquito Aedes aegypti e o mesmo fechar seu ciclo de reprodução. Esse mosquito além de transmitir a febre amarela e a dengue, agora é protagonista de nova preocupação, transmitindo o Zika vírus e o vírus Chikungunya.

 

O vírus Chikungunya ainda não está circulando pelo Brasil, porém já tivemos 20 casos de pessoas contaminadas, mas que vieram de outros países. Há três casos de investigação, um no Ceará e dois no Amapá e a previsão é que no próximo verão haverá uma possível infestação deste vírus. Já o Zyka vírus atingiu os Estados da Bahia, Maranhão, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe e Paraíba.

 

Os sintomas dessas doenças são muito semelhantes, como dor de cabeça, dores e manchas vermelhas pelo corpo, febre alta, dores musculares e nas articulações.

 

Este inseto (figura 1) extremamente adaptado ao ambiente urbano e ao ser humano e difícil de combater desenvolveu uma série de mecanismos evolutivos para sobreviver e tem escapado de todas as táticas de prevenção e controle da doença.

                                                Figura 1: Mosquito Aedes aegypti

 

O que podemos fazer então?

 

Prevenir!!! A prevenção é a arma mais eficaz contra esse mosquito. Nós da Unicontrol, sabemos bem o que é isso, pois sempre prevenimos pra não ter que remediar! Realizar uma boa inspeção nos locais mais propícios, conversar com os nossos clientes orientando a melhor maneira de evitar a proliferação e quando necessário, realizar intervenções com aplicações de produtos domissanitários, ou seja, específicos para o controle de insetos.

 

Segue abaixo algumas dicas para o combate do mosquito e os focos de larvas:

                               

 

Caso encontre algum foco suspeito de larvas, avise a Vigilância Sanitária de seu município. Se estiver com sintomas parecidos com os citados a cima, procure um médico.

 

Eloisa Marchetto – Bióloga Unicontrol
CRBio 075949/03 - D



Mais vistos:
Traças e suas características
Dedetização ou desinsetização?
O que é Controle Integrado de Pragas?
Os morcegos e sua utilidade
Como evitar acidentes com aranhas.

Arquivo do blog:
2020 (4)
2016 (5)
2015 (35)




Sou franqueado Unicontrol
Central de operações: Rua Márcio Toboliski Fernandes, 41, Niterói - Canoas / (51) 3032.3232
Central de atendimento: 0800 606 1334
Mais unidades