Encontre nossa
unidade mais próxima!

Central de atendimento

0800 606 1334

Solicite seu orçamento

Controle AGC



Publicada em: 10/11/2015

Gambás são seres sociáveis

Geralmente, quando o animal tratado em questão é o gambá, é senso comum lembrarmos de que sua principal característica é o mau odor. Porém, este mau cheiro só é emitido nas situações em que o bichano sente-se ameaçado por algum predador. Esta é, talvez, a peculiaridade mais marcante desses animais.

Outra característica muito marcante dos gambás é o fato de andarem por aí sozinhos, como os avistamos normalmente, razão pela qual ganharam fama de antissociais. Porém, um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e da Fundação Oswaldo Cruz, revela o contrário: aponta que eles podem viver em grupo, sendo assim, seres sociáveis.

A pesquisa...

Há oito anos, especialistas acompanham marsupiais da família Didelphidae – que inclui mais de 100 espécies de gambás e cuícas – em uma pesquisa realizada em Guapimirim, no Rio de Janeiro.

Os pesquisadores montaram 312 ninhos artificiais para atrair os animais em um ambiente próximo ao natural. “Diferentemente de estudos feitos com armadilhas que contêm comida, nosso único atrativo para os gambás era um lugar para ficar”, conta o biólogo Diego Astúa, pesquisador da UFPE.

O objetivo da pesquisa era atrair as espécies de Didelphidae que habitam a região e avaliar se os animais dividiriam os ninhos artificiais. Então, a cada gambá que aparecia, os pesquisadores atribuíam números a eles.

Resultados...

A observação mostrou que alguns irmãos da mesma ninhada deitavam juntos para descansar, além de fêmeas com filhotes já desmamados e até mesmo indivíduos de famílias diferentes.

No total, o compartilhamento de ninhos foi observado em dez ocasiões. Apesar do número pequeno, foi considerado muito relevante, pois os Didelphidae são conhecidos por não interagirem entre si. “Às vezes, mal se toleram: brigam por espaço, não se dão bem e até se machucam”, explica o biólogo. “Este estudo foi curioso porque mostrou interações espontâneas anteriores à estação reprodutiva, que não envolviam, portanto, proteção de filhotes”, completa.

Sendo assim, talvez já possamos impor mais simpatia a esses animais com fama de fedidos e mal-encarados!



Paulo Junior - Equipe Técnica Unicontrol


 



Mais vistos:
Traças e suas características
Dedetização ou desinsetização?
O que é Controle Integrado de Pragas?
Como evitar acidentes com aranhas.
Os morcegos e sua utilidade

Arquivo do blog:
2016 (5)
2015 (35)


Sou franqueado Unicontrol
Central de operações: Rua Missões, 110, Mathias Velho - Canoas / (51) 3032.3232
Central de atendimento: 0800 606 1334
Mais unidades